years-experience access-alumni-network airfare airport-pick-up assistance-with-application-process community-service-placement continuous-support cultural-trips domestic-transport emergency-support field-trips global-competence-certificate grade-transcripts host-family-placement housing individual-contact-person internship-placement language-instruction meals medical-insurance orientations-during-your-time-abroad other pre-departure-orientation product-materials re-entry-orientation school-dipolma school-materials school-placement school-transport school-uniform stipend teaching-materials vaccinations visa-and-passport-fees visa-application-assistance world-wide-presence

Depois de inglês, francês e mandarim, o Ministério da Educação da Costa Rica vai ensinar português e cultura brasileira em seis escolas públicas no país. A iniciativa do governo costarriquenho tem como objetivo preparar os jovens com as habilidades e competências exigidas para enfrentar os desafios do século XXI.

Serão 30 horas semanais de trabalho, com oficinas extracurriculares do idioma e da cultura brasileira, em uma das escolas selecionadas, ou a partir da necessidade do Ministério da Educação Pública.

Escolas selecionadas para o projeto:
– LEB (escola secundária bilíngue) de Grecia;
– LEB de San Ramón;
– LEB de Belén;
– CTP (escola técnica profissionalizante) de Santa Ana;
– CTP de Pavas;
– CTP de COTEPECOS.

Objetivos gerais do voluntário:
– Melhorar o desempenho linguístico dos alunos que cursam as oficinas de português como língua estrangeira;
– Apoiar o ensino do português como língua estrangeira com o desenvolvimento de atividades educativas;
– Contribuir para o desenvolvimento do intercâmbio cultural dos alunos que estudam português;

Quando solicitado, o professor trabalhará diretamente com o Ministério da Educação da Costa Rica e sua comissão de língua portuguesa, que será formada por dois representantes do ministério e um representante do AFS, na construção da agenda nacional para o ensino do português.

Alimentação e hospedagem:
O voluntário ficará hospedado em uma família hospedeira AFS, que será responsável pelas refeições no período em que o voluntário estiver no lar. No entanto, recomenda-se o valor mensal de $200 (dólares) para gastos extras, como lanches e passeios.

Requisitos necessários

  • Ser professor da língua portuguesa;
  • Recomendável conhecimento intermediário do idioma espanhol;
  • Ter 18 anos(ou mais);

O que está incluído na sua experiência

  • Hospedagem em casa de família
  • Apoio Local
  • Seguro médico internacional
  • Suporte de emergência 24h
  • Transporte para a escola
  • Global Competence Certificate

O que é responsabilidade do participante

  • Passagem aérea internacional
  • Passeios Culturais
  • Taxas de emissão de visto e passaporte